O CICLISMO TRAZ BENEFÍCIOS À SAÚDE.

A prática do ciclismo dá ao coração uma grande reserva de potência, e por isso é considerado o desporto mais eficaz para a prevenção de problemas cardíacos. Além desse benefício, pesquisas médicas constataram que o uso regular da bicicleta proporciona numerosas vantagens à saúde.
A bicicleta funciona com agente libertador, ampliando o universo dos que utilizam. Despendendo a mesma energia e praticamente no mesmo tempo, o ciclista pode atingir distâncias até dez vezes maiores do que se estivesse caminhando.
Como agente estimulador, o ciclismo tem demonstrado um sensível aumento na produção de hormônios, como o crescimento, imprescindível para os jovens. Andar de bicicleta estimula a "Glândula Hipófise", localizada na base do cérebro, fazendo-a aumentar de cinco a sete vezes o volume de secreção do hormônio do crescimento em relação à outros métodos.
Muito importante também é a contribuição do ciclismo como agente preventivo. O uso diário da bicicleta é uma das armas contra a obesidade, pelo simples aumento dos gastos calóricos. Da mesma forma, previne contra os vícios de postura porque, além da ativação dos membros inferiores, fortalece a musculatura como um todo, incluindo membros superiores, tronco e pescoço.

A ação preventiva do ciclismo ajuda, ainda a evitar ou controlar doenças do tipo metabólico, como o excesso de açúcar no sangue:, problemas cardíacos, por fortalecer a musculatura do coração e a Osteoporose é um processo gradativo de redução da quantidade de cálcio e fósforo do sistema ósseo, que ocorre em um apreciável número de pessoas, especialmente após os 45 anos de idade, tornando-se rarefeito e menos resistente.
Por simples prazer ou por conscientização desses benefícios que a bicicleta proporciona, é comum ver locais aprazíveis e seguros cada vez mais repletos de ciclistas, em fins de semana ou mesmo em dias úteis.